Buscar

Como usar os dados para recrutar e manter funcionários

Numa era marcada pelo trabalho remoto, a competitividade para encontrar e reter bons talentos está mais alta do que nunca. A quebra de barreiras físicas e a possibilidade de exercer suas funções completamente a distância abriu muitas oportunidades para todos os trabalhadores. Para as empresas, no entanto, essa mudança pode gerar perda de funcionários e aumento de gastos.


Ao mesmo tempo, percebe-se o aumento de dados produzidos e que podem auxiliar as empresas a encontrar os melhores colaboradores dentro de suas necessidades. Esse fenômeno também é conhecido como Recrutamento Data Driven, ou seja, no recrutamento baseado em dados.


De acordo com uma pesquisa realizada pelo InfoJobs em 2021, 61% dos profissionais da área de Recursos Humanos (RH) já utilizam dados para tomada de decisão. O estudo também levantou um consenso (95,5% dos respondentes) que acredita que a análise de dados é de fato importante para melhorar processos e experiências.

Como aplicar os dados no recrutamento?


Existem práticas que podem ser utilizadas para aplicar os dados dentro dos processos seletivos e torná-los mais assertivos e eficientes. Além disso, com um recrutamento baseado em uma cultura data driven, a empresa reduz custos e rotatividade dos funcionários, uma vez que os dados evidenciam as melhores opções de contratação e diminuem despesas que novas contratações custariam.

Para isso, elencamos algumas dicas que podem auxiliar na construção de um recrutamento mais inteligente e baseado em dados:


1. Defina as métricas certas

Conforme já falamos em nosso blog, não adianta captar e arquivar todos os dados possíveis. É preciso escolher dados que sejam relevantes para a sua decisão. No caso de um recrutamento, por exemplo, pode-se levar em conta o tempo de contratação que a sua empresa possui, qual a taxa de aceitação de ofertas, qual a taxa de retenção de funcionários e quantos candidatos por vaga você possui.

Todas essas informações podem ajudar a chegar no perfil ideal que a sua empresa procura.


2. Faça uma coleta de dados eficiente

Utilize a tecnologia ao seu favor, seja com machine learning ou inteligência artificial. O importante é que você encontre formas práticas e eficientes que lhe ajudem a combinar, comparar e cruzar dados de diferentes fontes. Dessa forma, a tomada de decisão entre um candidato e outro pode se tornar muito mais eficaz.


3. Reforce a educação dos dados

Os funcionários precisam ser incentivados a aprenderem e trabalharem com os dados para que o recrutamento inteligente seja realmente aplicável dentro da instituição. Essa prática também reforça o engajamento e motivação dos colaboradores que se sentirão mais empenhados em realizar suas atividades.


Quais benefícios o uso de dados apresenta para o recrutamento de funcionário?


Vale ressaltar que existem vantagens em ser data driven também na seleção de candidatos e retenção de funcionários vai muito além dos investimentos e tomada de decisão. Trata-se, também, de uma transformação digital que acrescenta muito valor às empresas. A compilação de dados, assim como os mencionados anteriormente, dentro de uma nuvem ou similar, por exemplo, geraria insights mais certeiros no que diz respeito à contratação de novos funcionários.


Além disso, um processo de recrutamento inteligente e baseado em dados tornaria as decisões mais acertadas. Com uma boa base de dados e uma visualização inteligente, é possível analisar pontos de melhoria dentro do próprio processo seletivo ou durante toda a experiência do colaborador. Isso também torna as decisões mais rápidas e eficientes, visto que os dados geram confiança para que os profissionais escolham corretamente. Por fim, a produtividade da empresa como um todo seria percebido com a otimização desses processos.


Cada vez mais veremos as empresas assumirem os dados em seus processos de recrutamento. Por isso, é importante estar ciente e atento desde já para não deixar essa oportunidade de crescimento passar. A Data Driven Organization pode lhe ajudar identificando os principais pontos da sua cultura data driven e onde ela ainda pode melhorar.

Tem dúvidas sobre o uso de dados dentro do seu negócio? Entre em contato conosco!